Quem somos

Minha foto

Somos duas pessoas que através de uma linda jornada dentro do eu, fruto de um trabalho terapeutico maravilhoso ficamos encantadas com as próprias descobertas, resultados e cura, esse conjunto de coisas aconteceu como consequência de uma conexão honesta, sólida e humana entre terapeuta e paciente. Diante de tantas alegrias e descobertas fomos movidas a por um sentimento de comprometimento pelo próximo, que nos levou a criar este blog, para que vocês usufruam e apliquem em suas vidas (se lhes for útil) nossas metáforas, imagens e meditações. Aproveitem!
Com carinho,
Clarissa e Keli

sábado, 5 de janeiro de 2013

A entrega


Para mim está sendo muito difícil, então me pergunto por que? Por que não confio em Deus? Por que não entrego meu caminho? O que preciso abrir mão que não quero? O que faço melhor sem Deus?

Fui em busca de respostas e encontrei algo:


Se vir este trecho do filme, a resposta é bem clara, preciso abrir mão das minhas ilusões... Mas, as vezes, sinto que elas são tudo o que tenho...ilusão.
Como mais poderia chamar isso pelo que estou passando? Desapego? Amadurecimento? Não sei, mas sei que dói e é difícil.

Mas, treinando e treinando quero chegar ao ponto de simplesmente viver, como uma criança, sem passado e sem sofrer com o futuro. Isso me trará o que exatamente? Paz? Conforto? Outros diriam letargia? O simplesmente a sensação de EXISTIR!

Eu escolhi este caminho de abandonar minhas ilusões, sinto que vai dar certo e é por aí que devo ir, afinal ninguém consegue escalar uma montanha carregando uma mudança, ou até mesmo mochilas pesadíssimas. Não é possível alçar vôo com os pés amarrados.
Ai vai, um trecho de um filme que mostra onde me questiono e tropeço para chegar lá. Reparem na luta do ego ( eu quero), com a entrega do caminho.

Sei que se conseguir me entregar, abandonar o controle, diminuir o ego posso viver bem, apesar das circunstâncias que me cercam eu poderei desfrutar da vida de uma maneira melhor.

Quero acreditar, que mesmo naquele dia, em que acordar deprê, sem vontade para nada, que mesmo assim, eu me entregue as delicias da vida como ela é, muito mais do que sonhos, desejos, realizações e reconhecimentos, quero viver! Voar! Amar TUDO que eu faço em cada instante sem pensar se está valendo a pena ou não, se vai gerar frutos ou não, se poderia ser melhor ou não. Quero sentir cada gota de chuva, quero enxergar cada flor que eu cruzar, quero conhecer mais fundo as pessoas e suas riquezas internas, quero sentir o cheiro da manhãs, dos amigos, do amor, dos chocolates, cappuccinos, sentir a delícia da água refrescante, quero me deliciar com cada dia e cada segundo e se as coisas desagradáveis acontecerem. E acontecem! quero aprender com estas coisas desagradáveis, crescer e estar mais forte e treinada para as próximas batalhas.

Não ter medo do agora!

Clarissa,

Se entregar ao momento presente e confiar na vida é um caminho saudável. Mesmo que coisas ruins aconteçam é preciso ter consciência de que tudo que vem,  vem bem e nos traz uma aprendizagem que nos faz mais fortes, mais maduros e mais habilidosos para enfrentar os desafios da vida! Existem coisas que podemos controlar e coisas que não e saber diferenciar entre as duas nos ajuda a manejar nossas vidas de maneira assertiva.  A oração da serenidade é perfeita e se encaixa muito bem aqui:


E para finalizar transcrevo o principio 90/10 de Stephen Covey  pois pode ajudar muito a compreender que somos nós que decidimos como vamos nos sentir frente as situações e como atuar na vida:

O PRINCÍPIO  90 / 10   -   Stephen Covey 
10% do que acontece na sua vida são impostos pela vida e os outros  90% estão relacionados com a forma como você reage ao que se passa. Qual o significado disto? Realmente, nós não temos controle sobre 10% do que nos ocorre. Não podemos evitar que o carro enguice, que o avião atrase, que o semáforo fique no vermelho. Mas, você é quem determinará os outros 90%. Como? Com sua reação. 
Exemplo: você está tomando o café da manhã com sua família. Sua filha, ao pegar a xícara, deixa o café cair na sua camisa branca de trabalho. Você não tem controle sobre isto. O que acontecerá em seguida será determinado por sua reação.
Então, você se irrita. Repreende severamente sua filha e ela começa a chorar. Você censura sua esposa por ter colocado a xícara muito na beirada da mesa. E tem prosseguimento uma batalha verbal. Contrariado e resmungando, você vai mudar de camisa. Quando volta, encontra sua filha chorando mais ainda e ela acaba perdendo o ônibus para a escola. Sua esposa vai pro trabalho, também contrariada. Você tem de levar sua filha, de carro, pra escola. Como está atrasado, dirige em alta velocidade e é multado. Depois de 15 min. de atraso, uma discussão com o guarda de trânsito e uma multa, vocês chegam à escola, onde sua filha entra, sem se despedir de você. Ao chegar atrasado ao escritório, você percebe que esqueceu de sua maleta. Seu dia começou mal e parece que ficará pior. Você fica ansioso pro dia acabar e quando chega em casa, sua esposa e filha estão de cara fechada, em silêncio e frias com você.  
Por quê? Por causa de sua reação ao acontecido no café da manhã. Por que seu dia foi péssimo?
        A) por causa do café?
        B) por causa de sua filha?
        C) por causa de sua esposa?
        D) por causa da multa de trânsito?
        E) por sua causa?  
A resposta correta é a E . Você não teve controle sobre o que aconteceu com o café, mas o modo como você reagiu naqueles 5 minutos foi o que deixou seu dia ruim.
 O café cai na sua camisa. Sua filha começa a chorar. Então, você diz a ela, gentilmente: "está bem, querida, você só precisa ter mais cuidado". Depois de pegar outra camisa e a pasta executiva, você volta, olha pela janela e vê sua filha pegando o ônibus. Dá um sorriso e ela retribui, dando adeus com a mão.  Notou a diferença? Duas situações iguais, que terminam muito diferente. Por quê? Porque os outros 90% são determinados por sua reação.  Aqui temos um exemplo de como aplicar o Princípio 90/10. Se alguém diz algo negativo sobre você, não leve a sério, não deixe que os comentários negativos te afetem. Reaja apropriadamente e seu dia não ficará arruinado.  Como reagir a alguém que te atrapalha no trânsito? Você fica transtornado? Golpeia o volante? Xinga? Sua pressão sobe? O que acontece se você perder o emprego? Por que perder o sono e ficar tão chateado? Isto não funcionará. Use a energia da preocupação para procurar outro trabalho. Seu vôo está atrasado, vai atrapalhar a sua programação do dia. Por que manifestar frustração com o funcionário do aeroporto? Ele não pode fazer nada. Use seu tempo para estudar, conhecer os outros passageiros. Estressar-se só piora as coisas...  
Você se surpreenderá com os resultados ao usar o Principio 90/10 e não se arrependerá de usá-lo. Milhares de pessoas estão sofrendo de um stress que não vale a pena, sofrimentos, problemas e dores de cabeça.

Abraços

Keli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget