Quem somos

Minha foto

Somos duas pessoas que através de uma linda jornada dentro do eu, fruto de um trabalho terapeutico maravilhoso ficamos encantadas com as próprias descobertas, resultados e cura, esse conjunto de coisas aconteceu como consequência de uma conexão honesta, sólida e humana entre terapeuta e paciente. Diante de tantas alegrias e descobertas fomos movidas a por um sentimento de comprometimento pelo próximo, que nos levou a criar este blog, para que vocês usufruam e apliquem em suas vidas (se lhes for útil) nossas metáforas, imagens e meditações. Aproveitem!
Com carinho,
Clarissa e Keli

domingo, 24 de março de 2013

De joelhos ou em pé


Agora entendo que nem sempre que se está de joelhos temos um coração entregue a Deus.
Um dia eu resolvi fazer uma meditação, que se chamava:- A bolha dos desejos.

Eu queria que Deus entendesse o que eu queria, eu achava que Ele não estava entendendo certo, por isso, não respondia.

Então comecei a fazer a meditação e quis imaginar o rosto de Jesus, então a meditação foi acontecendo, mas o que veio até mim foi uma visão, que ao terminar, enviei um e mail para a Keli, precisava mesmo compartilhar isso com alguém. 

Keli,

Eu estava dentro de um círculo  e todos as pessoas que admiro no céu estavam ao meu redor (Jesus, Madalena, Maria, Pedro e todos os apóstolos) e eu estava ajoelhada e eles começaram a...não sei bem...se orar ou me abençoar ou exorcizar....mas houve uma limpeza e eu queria ficar ajoelhada, mas a visão começou a me mostrar que eu estava em pé, enquanto eu tentava ficar de joelhos Jesus tentava me levantar e é como se eu tivesse pernas fracas, eu insistia em estar de joelhos, e eu recebi muitas mensagens:

Uma que eu iria ser erguida...não sei o que quer dizer... no meio deles e acolhida, conclui: eles me levantaram. ( é como se eles tivessem me levantado, não eu por conta própria),e durante este momento enxerguei duas vezes uma luz branca que clareou meus olhos quando eles estavam fechados, um clarão como se tivesse sol do meio dia e eu não sei o que eu estava sentindo durante aquilo tudo, acho que medo, não sei...( Keli, enquanto eu escrevo as lagrimas correm...não sei se consigo expressar...mas não estou chorando) e senti que algo ia ser realizado em mim, depois eu falei do meu desejo particular, com medo de ser rejeitada essa minha idéia, então comecei a defender com toda força meus desejos e disse: - Deus, tu disse que em  2 tem melhor paga o nosso trabalho, que fomos feitos para termos alguém, e eu pedi se esta felicidade não era destinada a mim nesse mundo, tudo bem, mas eu preciso de alguém do meu lado então veio algo forte: algo que me impede de amar e ser amada: o orgulho e o egoísmo, na verdade não quero dividir nem meu tempo nem nada....tenho medo de dividir, de faltar, preciso aprender e aceitar a dividir e abrir meu coração.e eu olhei para Maria e Madalena e disse para elas: -até vocês que eram ungidas, foi importante um companheiro, para que vocês realizassem as suas missões,por favor entendam... e senti uma resposta: aceita que tu precisa de alguém. ( engraçado? Eu queria isso e não aceitava? Como?). Então, Madalena colocou a mão na minha cabeça e disse: eu abençoo teu desejo, depois Maria colocou a mão e depois todos e no final eu coloquei meus desejos numa bolha e entreguei a eles e eles fizeram tipo watsu com a minha bolha, e beijavam e davam amor para minha bolha, beijo carinho ....e esmagavam e ela fluía e não se desmanchava... Como um balão cheio de água sabe? E eu fiquei feliz, feliz me senti tão amada, amada, amada e meio assustada, por tudo ser tão real. Mas com desejo de não ficar assustada, de aceitar.... e a sensação de que tenho coisas a trabalhar dentro de mim¨.

Hoje, depois de mais ou menos 6 meses, depois dessa visão, eu entendo ela completamente, depois de um fim de semana onde consegui ter paz no meio da tempestade, percebi o que é estar em pé, eu tive uma semana turbulenta, onde estava exercitando esta frase: -“não tenho o que me preocupar, se tenho um PAI que me guia pela mão”, então conversamos na terapia, sobre umas indignações que tinha, sobre vencer o ego o orgulho, sobre o que era fé, sobre confiar e concluímos que  ainda tinha medo de me frustrar com Deus, que Ele me abandonasse a qualquer momento...decidi abandonar este sentimento...

Fui levada a um fim de semana turbulento onde foram colocados em prova muitos dos meus aprendizados e eu fui superando cada um deles, as coisas ruins não me atingiam, as adversidades do clima ou das pessoas, então eu fui a cada segundo tomando posse, me apropriando dos frutos do árduo trabalho interno que me propus nestes últimos meses.

Então,tenho que te dizer : -Keli, eu estou de pé! Eu me sinto em pé, lembra da visão que tive? E no mesmo momento ela me encorajou a escrever sobre isso, ela falou que lembrava perfeitamente da visão, e que precisávamos compartilhar isso.

Hoje percebo claramente que ao fazer o meu pedido a Deus naquele momento (na visão) estava indignada, perdida e arrogante achando que eu poderia controlar Deus...agora vejo o significado de cada parte desta visão, o fato de estar em pé significa erguer-se no espírito, sentir-se uma com Deus, poder estar ao lado de Deus como sua filha, amiga e querida, a sua criação.  Depois de vencer obstáculos, sentir-me livre, manter a paciência, dividir meus momentos com alguém, não deixar me abalar pelas circunstancias e como você diz :- “estar no meu lugar de paz”, posso me sentir em pé.

Agora eu me sinto em pé! Apropriei-me do direito de filha de Deus que Madalena abençoou e sei que Deus entende nossos desejos e os cuida com amor, não precisamos nos preocupar, pois da maneira como nossos desejos acontecerem, não importa, Deus é que está cuidando deles. E somos uma com Deus, Este NUNCA poderá nos abandonar, ele nos quer de pé!

Entreguei totalmente o controle da minha vida e destino a Ele e sabe o que tem que ser feito com tudo isso, num estado de total liberdade, isso faz eu me sentir de pé!

Clarissa,

Você está de pé e recebe meu abraço e meu sorriso largo!

Keli

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget